• A Baba Tree Basket Company Ltd. é uma autêntica entrada para as melhores cestas do tipo Bolgatanga do mercado. Eles aspiram a um novo modelo de negócios éticos que nos considera todos como parceiros numa transformação global. A sede da Baba Tree é em Bolgatanga, na região nordeste do Gana. É aí que o fundador e director, Gregory MacCarthy, está rodeado de uma equipa de artesãos que produzem estas práticas e coloridas cestas. A Baba Tree trabalha com dezenas de pessoas que são pagas para produzir o que de melhor se faz em Bolgatanga. O projecto sonha com um novo modelo de negócios onde todos participam na transformação positiva do mundo.

  • A Mifuko combina o design contemporâneo finlandês com as técnicas tradicionais de artesanato quenianas. O projecto tem um pé nas ruas de Helsínquia e outro na terra vermelha do Quénia rural. A palavra Mifuko em suaíli significa "bolso": pretendem assegurar que todos têm alguma coisa no bolso. Ao comprar os produtos Mifuko está também a contribuir para tornar este sonho em realidade. Cada cesta Kiondo é assinada pela mulher que a criou, desta maneira cada cesta transporta a história de quem a produziu.

  • O projecto Soko conseguiu transformar o telemóvel pessoal dos artesãos numa ferramenta de negócio e, através desta tecnologia, coordenar mais de 1300 artesãos independentes. A Soko permite assim que as comunidades artesanais no mundo em desenvolvimento, não só participem, como também consigam competir no difícil mercado da moda. Em média, o rendimento destes artesãos aumenta 5x por trabalharem com a Soko. Originalmente fundada em Nairobi (Quénia) por três mulheres - Gwendolyn Floyd, Catherine Mahugu e Ella Peinovich - a Soko estabeleceu-se em 2015 em São Francisco (E.U.A.) devido ao seu grande sucesso mundial.

  • Todos os produtos Pebble são feitos no Bangladesh pelos talentosos artesãos do projecto Hathay Bunano, que significa "feito à mão" em bengali. O objectivo do projecto é fazer brinquedos bonitos, criar empregos dignos, apoiar as famílias do Bangladesh e espalhar sorrisospelo mundo. Ao escolher um produto Pebble, está a contribuir para a superação das mulheres e para apoiar as famílias rurais do Bangladesh! Todos os brinquedos Pebble são produzidos fio de 100% de algodão. Podem ser lavados e secos à máquina.

  • A WomenCraft é uma empresa social dirigida pela mesma comunidade de artesãos que desenha, produz e exporta peças únicas de decoração. Todos os produtos são eitos à mão com fibras naturais (tais como "ugwafu" - estrela africana; "intamyi" - papiro ou ainda casca da bananeira) e tecidos de algodão típicos da África Oriental. Localizada em Ngara (Tanzânia), na área tri-fronteiriça do pós-conflito Burundi, Ruanda e Tanzânia, a WomenCraft trabalha com mais de 300 mulheres que expressam a sua cultura e talento para criar produtos bonitos, funcionais e duráveis. As artesãs da WomenCraft superam-se, criam famílias mais fortes, estimulam a economia local e inspiram o mundo à sua volta.

  • A missão da Ethnotek é manter a cultura viva através da criação de produtos de alta qualidade que são produzidos eticamente com têxteis artesanais. Uma das ideias essenciais do projecto é também de que, através da celebração da diferença - das nossas diferenças -, é possível manter uma cultura viva, forte e presente no tempo. O projeto cria parcerias com artesãos de aldeias do Gana, Guatemala, Índia, Indonésia e Vietnam. A compra de um produto Ethnotek ajuda a preservar empregos que tornam possível manter a arte da impressão manual, a tecelagem e os bordados nestas zonas menos privilegiadas do mundo.

  • Operado em grande parte por mulheres, a missão da Ignite Design é criar oportunidades para que as pessoas nas comunidades rurais e outras comunidades marginalizadas atinjam todo o seu potencial para que possam melhorar as suas vidas e as das suas famílias. Fornece também aos seus artesãos serviços de capacitação para ajudá-los a desenvolver competências técnicas e empresariais, além de ampliar o acesso ao mercado através do desenvolvimento de produtos competitivos no mercado internacional. A Ignite tem uma vasta gama de produtos artesanais contemporâneos produzidos em KwaZulu-Natal (África do Sul). Estes produtos, inspirados pela cultura única, as cores vibrantes e os designs icónicos, refletem muito da realidade da região.

  • Nascida em Lisboa (Portugal), a marca Orikomi foi criada em 2013 e baseia-se no desenvolvimento de produtos que misturam iluminação e técnicas de origami. Os produtos Orikomi são por isso inspirados em linhas e formas geométricas simples, são também cuidadosamente trabalhados com papel de alta qualidade e em várias cores. A marca segue o princípio de que o design deve ser económico e acessível, mas também perfeccionista e ambicioso, especialmente considerando a importância da iluminação para garantir a qualidade nos espaços interiores.

  • Teresa Gameiro é uma marca seriamente comprometida com questões ambientais que recupera tecidos de desperdício industrial e roupas usadas para recriar em tear aquilo que serão novas matérias-primas. Baseada em Fátima (Portugal), os seus produtos refletem tradição e contemporaneidade - as peças são elegantes e de alta qualidade e muito inspiradas na vida fora das cidades. Para além da sustentabilidade ambiental, todos os produtos são cuidadosamente desenhados e posteriormente fabricados pelas experientes mãos de tecedeiras que pertencem à última geração da família que ainda tem este conhecimento.

  • O Studio Vayehi é um estúdio de design de produto de Katharina Brand e Tzuri Gottlieb, localizado em Jaffa - uma antiga cidade portuária próxima a Tel Aviv (Israel). A dupla de criadores germano-israelita criou o estúdio com a intenção de não apenas representar as suas histórias e experiências, bem como enfatizar a dimensão humana no processo de produção. Todos os acessórios de iluminação ecológica Studio Vayehi são feitos à mão a partir de folha de madeira. Este material tem um óptimo potencial: é flexível, bonito permite criar produtos únicos que tornam os ambientes mais acolhedores.

  • A marca Bisarro surgiu enquanto projecto de Design, fortemente ligado às raízes artesanais e criativas portuguesas. Com a sua a génese no barro preto, o Bisarro pretende valorizar esta arte e as pessoas que a praticam. A olaria preta é uma arte secular passada entre gerações de artesãos que se dedicam à produção e comercialização de peças utilitárias e decorativas. Assim, o conceito Bisarro baseia-se na forte simbiose entre os diferentes mundos do design e o do artesanato, de onde resultam ideias e produtos únicos. O Design do Bisarro procura sempre a harmoniosa conjugação entre o tradicional e o moderno procurando novos caminhos que valorizem e impulsionem o Design português.

  • Em breve disponível na DOME!

  • Ecologia, simplicidade, originalidade e respeito pelas tradições são algumas das características que resumem os produtos da MUSGO. Uma parceria feita a quatros mãos dedicadas, a Margarida e o Rui procuram com criatividade criar soluções práticas de eco-design para pessoas que querem uma vida simples - a mesma que ambos defendem. O projecto português tem origem em Felgueiras e é directamente no seu estúdio acolhedor no meio da natureza que cada peça é criada e tratada ao pormenor, tudo feito à mão. O carácter ecológico está inteiramente ligado com a singularidade de cada candeeiro MUSGO: por reutilizarem madeiras descartadas, cada peça é única e irrepetível. A dedicação da dupla é diária e tudo é elaborado ao pormenor, uma dedicação visível em cada uma das suas criações.

  • Em breve!

  • A CVR ou Cooperativa de Valorização de Resíduos é composta por 10 mulheres incríveis da ilha do Príncipe que levaram para a frente uma ideia genial: tornar os resíduos da Ilha numa oportunidade de desenvolvimento económico e social. Anabela Pina (actual presidente) foi uma das mulheres que foi ter com Estrela Matilde, com a ideia de reciclar os resíduos da ilha. "A nossa ideia era transformar vidro em areia: fomos até à Príncipe Trust, Fundação a que Estrela assume actualmente a presidência, e fizemos um plano de negócios." Estas mulheres uniram esforços e puseram mãos à obra com a dupla ambição de proteger a biosfera e desenvolver economicamente a ilha. Como? Transformando vidro usado em bonitas contas artesanais para criar peças únicas de joalharia. Este ano Estrela Matilde, com o projecto da CVR, foi a vencedora do Prémio Terre de Femmes Portugal (direccionado a projectos que se destacam na área do ambiente), promovido pela Fundação Yves Rocher. As criações da CVR estão disponíveis em exclusivo na DOME Ethical Store.