O projecto Soko conseguiu transformar o telemóvel pessoal dos artesãos numa ferramenta de negócio e, através desta tecnologia, coordenar mais de 1300 artesãos independentes.
A Soko permite assim que as comunidades artesanais no mundo em desenvolvimento, não só participem, como também consigam competir no difícil mercado da moda. Em média, o rendimento destes artesãos aumenta 5x por trabalharem com a Soko.

Originalmente fundada em Nairobi (Quénia) por três mulheres – Gwendolyn Floyd, Catherine Mahugu e Ella Peinovich – a Soko estabeleceu-se em 2015 em São Francisco (E.U.A.) devido ao seu grande sucesso mundial.

A mostrar 1–15 de 23 resultados